O nascimento da câmera fotográfica

A primeira câmera fotográfica foi feita por um francês Joseph Nicéphore Niépce em 1826, que usou uma placa de estranho coberta com um derivado de petróleo fotossensível (chamado betume da judéia). foi um outro francês, Daguererre ele que apresentou a primeira câmera fotográfica em 07 de janeiro de 1839, na academia Francesa de Ciência, em paris.

A fotografia sempre esteve presente em nossas vidas, e usamos câmeras fotográficas em todos os momentos, alias se não fossem elas não conseguiríamos registra momentos marcantes que não podemos esquecer. e cada dia que passa as câmeras vem se inovando e trazendo mais qualidade de imagem e facilidade para a população.

Como fotografar animais

A primeira dica é saber a rotina do animal. Nossos bichos sempre têm cantos preferidos para dormir e passar o tempo, além de brinquedos favoritos e horários para comer, tomar água e passear.

Procure encontrar um momento de distração do animal, quanto mais discreto você for, melhor. O bicho quer atenção, mas não sabe que precisa posar para uma fotografia. Procurar um bom momento é o essencial.

Fotos bonitas ou feias existem?

Quando se adentra o mundo da fotografia, é comum acharmos um estilo fotográfico para seguir; algumas pessoas gostam de tirar selfie, algumas de fotografar a natureza, algumas de fotografar comidas. Porém, o que permite uma foto ser bonita ou feia? Existe alguém que pode julgar isso ?

A resposta pra tal questão é simples, porém requer atenção: Não existem fotos feias ou bonitas, existem regras fotográficas que tornam seu “clique” mais técnico, como por exemplo a regra dos terços ou a razão de Fibonacci.

Mas, quem julga isso ?

Isto é um paradoxo do mundo da fotografia, afinal, todos podemos julgar se gostamos ou não de uma foto, mas é impossível dizer se ela é bonita ou feia. Como dito antes, podemos aplicar diversas regras para tornar nossa fotografia mais agradável aos nossos olhos e mostrar nosso olhar no momento em que tiramos a foto. Mas fotografia é arte, e arte é livre! Para fotógrafos profissionais, tais regras podem ser tão importante quanto o que está sendo fotografado, porém a criatividade sempre será o maior âmbito que um fotógrafo pode ter.

Vamos fazer um teste. Com base no que você acabou de ler, comente: Quais destas fotos é bonita ou feia?

O que você acha?

Caso tenha comentado que está é uma fotografia bonita, você está errado. Mas, caso tenha achado que é uma foto feia…você também está errado. Para um fotógrafo profissional, a utilização de Fibonacci na foto pode significar a realização de um grande trabalho e um prazer inestimável aos olhos, mas se um fotógrafo amador tivesse tirado está foto, poderia significar somente uma escada sendo representada de forma espiral. No entanto, as duas formações seriam criativas, e são belas e desarmoniosas ao mesmo tempo. Fotografia não feita para ser bonita ou ser feia, foi feita para ser livre e mostrar os diferentes olhares que um único momento no tempo pode ter.

Como utilizar a sequência de Fibonacci em suas fotos?


A sequência de Fibonacci foi descoberto por Leonardo Fibonacci  por volta do ano 1200, sendo também conhecido como a proporção divina ou número de ouro. Fibonacci apercebeu-se que existia um rácio matemático absoluto que surgia muitas vezes na natureza, uma espécie de ordem universal que desenha a natureza e que a faz ao olho humano, natural e bela. Desde a Renascença que pintores, escultores e arquitetos baseiam as suas obras neste princípio.

Quando aplicada no enquadramento da fotografia, essa razão surte efeitos esteticamente agradáveis. Assim como a regra dos terços, funciona como um imã para que os olhos dos observadores sejam automaticamente guiados para onde você quer. A razão de Fibonacci é semelhante à regra dos terços, entretanto ao invés de utilizar a razão de 1:1:1, utiliza-se 1:1.016:1. Da seguinte forma:

Fotografia de um gato, aplicada á sequência de Fibonacci.

É possível observar a repetição desta regra na natureza, em plantas, fósseis animais, nuvens, na água quando não está em movimento, dentre outras.